Tuberculose

Uma doença infecciosa e transmissível causada por micobactérias (Mycobacterium tuberculosis) que afeta prioritariamente os pulmões, mas que também pode afetar outros órgãos.

É um importante problema de saúde no Brasil e no mundo. Anualmente ocorrem cerca de 6 milhões de novos casos, levando a mais de um milhão de óbitos por todo mundo. O aparecimento de AIDS e de focos de Tuberculose resistente ao uso de medicamentos tradicionais agrava este cenário.

Transmissão

Ocorre por via aérea através de gotículas no ar liberadas por pacientes com Tuberculose ao espirrar e tossir.

Após quinze dias de tratamento adequado o paciente com Tuberculose não transmite mais a doença.

Período de incubação

Após ser infectado, o risco de adoecer é maior nos dois primeiros anos após a infecção, porém há possibilidade de adoecer em qualquer momento na vida.

Sinais e sintomas

Na tuberculose pulmonar, em adolescentes e adultos jovens, o principal sintoma é a tosse (seca ou produtiva, com expectoração purulenta ou mucoide, com ou sem sangue). Por isso, recomenda-se que todo sintomático respiratório (pessoa com tosse por três semanas ou mais) seja investigado para a tuberculose. Outros sintomas como febre vespertina, emagrecimento, anorexia e sudorese noturna podem estar presente.

 

Vacina contra a tuberculose (BCG)

Os estudos têm mostrado que a vacina de BCG produz um grau mais elevado de proteção contra as formas mais graves de Tuberculose, tais como a meningite e a tuberculose disseminada, do que contra as formas moderadas da doença.

Usualmente esta vacina não causa febre ou desconforto. Alguns dias após a aplicação da vacina deve aparecer uma pequena pápula que pode crescer e até ulcerar. Esta pápula normalmente persiste por 2-3 meses deixando posteriormente uma cicatriz permanente no sitio de aplicação da vacina.