Open/Close Menu Joseph El-mann
PAIS E TECNOLOGIA

Quantas vezes o seu filho teve que esperar para ter atenção?
Na Era da tecnologia, não são somente as crianças que estão viciadas nas telas. Nós, pais, também estamos entrando no modo automático.


Estamos tão acostumados a pegar o celular para tudo que nem percebemos as evoluções dos nossos filhos com os próprios olhos. Uma risada engraçada ou o primeiro passinho é motivo para sacarmos o celular e gravarmos aquele momento e, posteriormente, enviarmos no grupo da família, fomentando, ainda, discussões sobre o tempo de cada criança – acreditem, já tivemos pais aqui no consultório que haviam cortado relações com parentes por este motivo.

Você pode estar pensando que tudo isso é um absurdo, afinal, vocês fazem tudo o que podem, abdicam de tantas coisas para proporcionar uma vida mais confortável do que tiveram para seus filhos. E nós temos certeza disso!
A tecnologia serve para tudo, desde trabalho, diversão, um tempo ocioso que pode ser preenchido com algum vídeo, mas, em hipótese alguma, o tempo de tela deve afetar o relacionamento familiar.

Ainda não aprendemos a lidar com a tecnologia. Antigamente, existia um horário a ser cumprido de expediente e, após o fechamento das portas, dificilmente um cliente clamava por uma resposta. Hoje, clientes, amigos e familiares esperam uma resposta quase que instantânea.

Vale lembrar que, para nós, toda essa tecnologia é nova, mas para os nossos filhos, não. Eles já nasceram em meio a tudo isso. Para eles, um aparelho eletrônico é apenas mais um brinquedo, um passatempo. Na verdade, os deslumbrados somos nós.

Sabemos que, como todo o vício, é difícil mudar a chave de uma hora para a outra, mas, pelo bem das relações familiares, achamos que este texto poderia dar um toque, caso você seja do time dos pais conectados “full time”.

2015 © Copyright - Joseph El-Mann. Todos Direitos Reservados.