Open/Close Menu Joseph El-mann
O que é a Síndrome das Pernas Inquietas?

Como pediatra, muitas vezes vejo crianças que têm problemas de sono – seja demorando muito para dormir, acordando à noite ou se recusando a dormir. Uma das primeiras coisas que faço é determinar se existe uma razão médica para os desafios do sono ou se é puramente comportamental. Uma das condições que podem estar afetando seu filho é a chamada Síndrome das Pernas Inquietas. Essa é uma condição neurológica que tende a ocorrer em famílias e afeta adultos e crianças.

O que é a Síndrome das Pernas Inquietas

A síndrome das pernas inquietas, ou “SPI”, é uma condição neurológica que causa um desejo incômodo e irresistível de mover as pernas. Os sintomas são desencadeados quando você está sentado ou deitado há muito tempo, e tende a ser pior durante a noite. Algumas pessoas descrevem uma estranha sensação de formigamento, ou mesmo dor, além de dificultar a adormecer a noite.

Síndrome das Pernas Inquietas, ou SPI, afeta 1,5 milhão de crianças e adolescentes”

O que causa a Síndrome das Pernas Inquietas

A SPI é comumente associada à deficiência de ferro, mas você não precisa ter anemia ou ser deficiente em ferro para ter SPI. Mesmo que você simplesmente não tenha ferro suficiente armazenado em seu corpo (pense: não o suficiente na “despensa” do seu corpo), isso pode causar SPI também. Os médicos podem verificar o seu nível de armazenamento de ferro com um exame de sangue chamado “Ferritina” – e para evitar problemas com SPI (e sono agitado), o nível de Ferritina deve estar entre > 50-75 ng/ml, mas somente o seu médico poderá fazer a interpretação do resultado de acordo com o laboratório.

A Síndrome das Pernas Inquietas afeta cerca de 2% das crianças e é mais comum em crianças que têm TDAH.”

Outras condições médicas que podem causar SPI são doença renal e neuropatia (lesão do nervo), mas esses distúrbios não são tipicamente vistos em crianças.

Certos medicamentos vendidos sem prescrição médica podem causar sintomas de SPI: remédios para resfriado e alergia / anti-histamínicos, antidepressivos, medicamentos para náusea.

O que a Síndrome das Pernas Inquietas NÃO é

SPI não é a mesma coisa que ser um dorminhoco inquieto – mas os dois geralmente andam de mãos dadas.

SPI não é o mesmo que ser impaciente. Tocar sem sentido (por exemplo: o que algumas pessoas fazem quando estão entediadas ou se sentindo ansiosas) às vezes é confundido com a SPI, mas geralmente essas coisas não estão relacionadas.

Tratamento para Síndrome das Pernas Inquietas

Se o seu nível de ferritina é baixo, um suplemento de ferro pode ser tudo o que é necessário! Lembre-se de que você sempre quer ter seu nível de ferritina verificado antes de iniciar um suplemento de ferro – porque muito ferro pode ser tóxico!

Coisas que você pode fazer em casa ou estimular a criança a fazer

Mantenha uma rotina regular de sono, certifique-se de dormir o suficiente à noite, faça uma caminhada ou passeio de bicicleta a noite, massageie as pernas, use uma compressa quente ou fria, evite fumar, limite a ingestão de cafeína.

Quando perguntar ao seu médico sobre Síndrome das Pernas Inquietas

Se o seu filho tiver dificuldade em adormecer a noite, especialmente se ele chutar ou quiser esfregar as pernas na hora de dormir.

Se você ou outras pessoas da sua família têm SPI (tende a correr em famílias!)

Se seu filho é um dorminhoco inquieto.

Se o seu filho tem TDAH ou outros problemas comportamentais e você está preocupado com o seu sono.

Se seu filho está passando por “dores de crescimento”.

CategoryDoença, Pediatria

2015 © Copyright - Joseph El-Mann. Todos Direitos Reservados.