Open/Close Menu Joseph El-mann

A nossa publicação de hoje foi inspirada por um amiguinho de três aninhos que perdeu “um lim, tia”. A notícia foi dada por ele com toda a inocência e pureza de uma criança.
Resolvemos contar para vocês para alertar novamente sobre a importância do acompanhamento pediátrico e para falarmos sobre Doença Renal Crônica.

A Doença Renal Crônica ocorre devido à perda progressiva e irreversível das funções renais. Quando isso ocorre, o tratamento de diálise ou transplante é necessário. Os sinais da doença renal na infância são muito sutis e devem ser observados pelos pais.
Alguns sintomas podem indicar aos pais a necessidade de procurar o pediatra para uma avaliação renal da criança.
Inchaço no corpo;
Vômitos freqüentes;
Infecções urinárias de repetição;
Atraso no crescimento e desenvolvimento;
Problemas ósseos;
Anemias de difícil tratamento;
Hipertensão arterial

Causas das doenças renais na infância
As principais causas de insuficiência renal crônica na infância são as malformações congênitas do trato urinário associado à infecção urinária de repetição, doenças renais hereditárias (como doença de rins policísticos), nefrites (doenças inflamatórias nos rins), cistos renais, fatores genéticos.

No mês de Março se comemora o Dia Mundial do Rim.
A edição de 2016, realizada no dia 10 de março, chamou a atenção para a doença renal infantil. O tema “A Prevenção Renal começa na Infância”, teve como objetivo incentivar e facilitar a educação, a detecção precoce e um estilo de vida saudável para combater o avanço de doenças evitáveis nos rins.

 

 

Prevenção da Doença Renal na infância
Para prevenir danos aos rins das crianças os pais devem ficar atentos à infecção urinária recorrente. Algumas crianças têm uma predisposição, especialmente quando durante a realização do pré-natal identificou-se alguma malformação no trato urinário.
Sintomas como diminuição no volume urinário, irritabilidade, febres persistentes, dificuldade em ganhar peso podem confundir os pais e médicos. Caso a criança não seja bem acompanhada por um pediatra de confiança que considere a gravidade e dê a atenção um problema mais grave ligado à infecção urinária, essa criança pode vir a ter danos nos rins.

 

Hábitos de vida saudáveis aprendidos na infância impedem positivamente o aumento da incidência de diabéticos, hipertensos e doentes renais no futuro.
Alimentação saudável, evitando a obesidade infantil
Controle maior no consumo de sódio (muito presente em produtos industrializados)
Prática de atividade física
Estimular a criança a beber água
Acompanhar a pressão arterial nas consultas de rotina

De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia atualmente existem cerca de 110 mil pessoas fazem tratamento renal no Brasil e cerca de 10% da população mundial sofre com algum tipo de doença renal. Não queremos que nossas crianças entrem para os números, assim como nosso amiguinho.

Observação: O nosso amiguinho não mora no Rio de Janeiro e foi assistido por outros profissionais. Quando soubemos, o caso já era irreversível.

2015 © Copyright - Joseph El-Mann. Todos Direitos Reservados.