Open/Close Menu Joseph El-mann
marcos

10 marcos preciosos da criança que seu pediatra NÃO perguntará

Não, esses não são os desenvolvimentos dos livros de pediatria – mas são os que derreterão seu coração.

Todos nós lemos milhares de livros (e exploramos cada canto da internet, mesmo sabendo que não devíamos – ok, culpados!) para aprender sobre os marcos apropriados para nossos bebês e crianças pequenas. Desde o nascimento de nossos filhos, nos esforçamos para nos certificar de que estavam rolando, rastejando, andando e conversando no tempo “correto”.

Mas o que todos os livros perdem são aqueles outros marcos preciosos. Não os de desenvolvimento que o pediatra pergunta nas consultas de rotina dos bebês, mas as coisas doces e sentimentais que se desenrolam diante de nossos olhos lacrimejantes a cada dia que passa.

Para o bem ou para o mal, aqui estão os 10 marcos mais babados e totalmente não científicos que vão derreter seu coração.

1. A primeira frase
O pediatra geralmente pergunta quantas palavras à criança já pronuncia desde a visita de 15 meses, aproximadamente. Mas uma coisa incrível que os pais vão se surpreender será quando a criança juntar uma, duas ou três palavras. A primeira frase da vida da criança.

2. A primeira demonstração de amor entre irmãos
Seja ainda no hospital ou após dias, presenciar a interação dos irmãos é algo que chega a doer o coração de tão emocionante.

3. O primeiro esboço do que chamamos de dançar
Parece que ninguém está imune ao ouvir uma música animada. Quando vir seu filho se mover ritmicamente – talvez não dançando exatamente – aquela música em sua cadeirinha, o seu coração vai derreter.

4. A primeira refeição no restaurante
Pode ser uma aventura, mas quando saírem para comer e começarem a pedir refeições do menu infantil sem precisar tirar algo da bolsa, trazido de casa, será fantástico.

5. O primeiro passeio sem o carrinho
Praticamente os primeiros passos para a faculdade! Ok, sem exageros! Sair com a criança usando seus pezinhos tocando o chão passinho por passinho, transforma nosso filho em criança e não mais um bebê.

6. Os primeiros sinais de personalidade distinta
Conforme o tempo for passando, a personalidade real dos filhos começa a aparecer, e assistir às pequenas demonstrações vai ser encantador. Prepare-se para perceber que, as vezes, um filho não se incomoda com nada, brinca com qualquer coisa e em qualquer situação. Já o outro é mais cauteloso, seletivo, etc. É muito prazeroso ver os filhos se tornarem pequenos humaninhos que sabem do que gostam.

7. A Primeira lesão
OK, este é mais trágico do que doce, mas é claro que é comovente. Vê-los tentando alcançar algo inacessível, explorando os lugares e, algumas vezes tendo que dar beijinhos para sarar tira um pouco do peso da tragédia.

8. A primeira birra total
Também não chamaria isso de doce – mas certamente é um marco. Gritos estridentes, se jogar no meio de qualquer praça de alimentação, shopping, cinema (ok, qualquer chão!), fingir que não está escutando – já falei dos gritos? A primeira birra – e as que se seguirão – vão ser divertidas? Absolutamente não. Mas também é um lembrete de que nossos filhos não são mais bebês… E essa é parte comovente e poderosa.

9. Os primeiros projetos
A primeira vez que vir seu filho rabiscar no papel usando giz de cera em vez de comê-lo é para deixar qualquer pai orgulhoso. Empilhar blocos com um pouco mais de atenção, montar algum jogo com o mínimo de cuidado já mexe com a nossa expectativa: “esse nasceu pra ser engenheiro”, “cientista”, e por ai vai.

10. A primeira vez dando beijos
Vamos chamar de beijo tudo o que for lambuzado ou que tiver um movimento da mão até a boca, ok? Ok. A coisa mais doce de todas desse mundo todinho. Quem vai dizer o contrário?

2015 © Copyright - Joseph El-Mann. Todos Direitos Reservados.