Open/Close Menu Joseph El-mann
Birra - Comportamento - Joseph

Como parecer bons pais durante um ataque de birra no meio de um shopping lotado? Momento de caos, tensão e onde nenhum tipo de conversa funciona. Cabe aos pais controlar esses ataques de fúria dos pequenos, mas, muitas vezes, os próprios pais acabam perdendo a paciência e se descontrolando. Será que o problema é estar na frente de muitas pessoas? Na verdade, o maior problema está no dia a dia, em casa.

Quais as causas da birra?

A birra ou a ‘tal’ manha pode ter qualquer motivo: Sono, fome, algo que não saiu como a criança planejou, até por teimosia. No entanto, outros motivos mais delicados podem desencadear a birra do seu filho.

Birra - Comportamento infantil

Se analisarmos os desafios da criança, nós poderemos entender algumas crises: Fase por fase, a criança descobre que tem dificuldade em executar certo tipo de novidade e que terá que enfrentar. Imaginemos o primeiro passo da criança, as tentativas incontáveis para balbuciar e repetir papai e mamãe que tanto ouvem de seus pais “fala mamãe”, “fala papai” e tantas outras capacidades que elas desenvolverão com destreza após tempo e muito esforço.

Limites – Até onde os pais devem ceder? Você já se sentiu testado até o limite pelo seu filho?

Impor limites a criança é uma etapa da educação que não deve ser terceirizada pelos pais. A creche, a escola ou mesmo as pessoas que auxiliam nos cuidados dessa criança devem servir de complemento na hora de educar. É em casa e na companhia dos pais que a criança deve se sentir segura. É em casa também que os pais começam a impor os limites. Há de se respeitar a autoridade dos pais, mas que exista postura e sabedoria deles para entender as frustrações do universo infantil.

Pais – Quantas vezes, ainda que involuntariamente, durante algum momento de divergência ou mesmo por um tom de voz fora do habitual, um de vocês reagiu de forma automática e se fechou, com o mesmo sentimento de raiva de quando era pequeno e seus pais discordavam de você? Nós adultos também temos nossos momentos de birra, só que, na maioria das vezes, não exteriorizamos por não julgarmos necessário ou por acharmos que solucionaremos de alguma forma. As crianças não têm esse senso e cabe a vocês impor limites e regras para que se tornem adultos sensatos e justos.

Ensinar a criança a expressar e a controlar os seus sentimentos servirá para que ela desenvolva o autocontrole de suas emoções, abrirá caminho para um convívio social saudável e far[a com que entenda que nem sempre a vontade dela será atendida. Não por falta de amor ou carinho, pelo contrário, com o mesmo amor e carinho os pais precisam impor os limites necessários para tentar atenuar os momentos de birra da criança e fazê-las perceber que a birra significa descontrole e não controle sobre algo.

Birra - Dizer NÃO é necessário para dar direcionamento as crianças

Dicas que funcionam para as crises de birra

Seja perseverante: Mudar os comportamentos não é fácil. Talvez consiga resultados em dias, mas o mais provável é que necessite de semanas.

• Reconheça sempre as condutas adequadas do seu filho: Quando fizer as coisas bem, demonstre o quanto ele se esforçou e incentive-o a continuar assim.

• Não compre a criança: Não ofereça brinquedos, comida ou algo que ela queira para cessar um momento de birra. Você estará estimulando o mau comportamento e a birra.

• Escolha o momento certo para começar a ignorar a birra: Quando for ignorar uma birra, escolha um momento em que não tenha excesso de trabalho ou problemas pessoais que te impeça de permanecer nesta opção com tranquilidade.

• Comece pelo mais simples: Experimente primeiro ignorar comportamentos que possa modificar ou controlar facilmente e será mais fácil para começar a ter mudanças.

• Certifique-se de que as ações são sempre as mesmas: Este ponto é muito importante. Se você decidiu reprimir um comportamento, corrija sempre; se decidiu premiar, faça sempre.

• Facilite o bom comportamento do seu filho: Se quiser que o seu filho vá tomar banho, por exemplo, peça após os desenhos animados acabarem e não enquanto ele ainda está vendo.

• Estabeleça rotinas: Isto ajuda a criança a conseguir mais coisas com menos esforço, e a transformar em hábitos as tarefas rotineiras. A rotina do sono também é muito importante.

• Dê instruções curtas e claras: Seja claro, breve e conciso, além de dar tempo para que cumpra o que lhe é pedido. Não dê sermões.

• Procure recorrer ao seu bom humor e imaginação: Tente não ficar excessivamente nervoso, nem perder a compostura. Demonstre maturidade e controle da situação.

• Não culpabilize a criança pela forma como agiu: Pense que, da mesma forma que aprendeu a dormir e a comer, também deve aprender a comportar-se, e para isso precisa passar por certos momentos.

Lembre-se: Idade nem sempre é um guia confiável para o comportamento. Entender as fases e faixas de desenvolvimento é importante para que haja monitoramento dos pais para um crescimento saudável, mas sem pressionar a criança e nem estabelecer metas. Cada criança é diferente e tem o seu próprio tempo para desenvolver suas capacidades.

Birra - Relação segura entre pais e filhos

 

Uma relação pais-filhos forte e segura é uma forma de fazer com que a birra seja encarada como aprendizado para ambos os lados.

 

Facebook - Joseph Curta a Fanpage do Dr. Joseph El-Mann no Facebook – Compartilhe fotos de momentos de birra do seu filho com a gente!

A clínica Joseph El-mann é especialista em pediatria e neonatologia e oferece diversos serviços para o melhor atendimento. A clínica pediátrica está localizada na Av. das Américas, 3555, Rio de Janeiro.

2020 © Copyright - Joseph El-Mann. Todos Direitos Reservados.

Agende sua consulta
Agende sua consulta
Agende sua consulta