Open/Close Menu Joseph El-mann

Amamentação e COVID-19: O que temos de informações até o momento!

A amamentação é uma das formas mais eficazes de garantir a saúde e a sobrevivência da criança. O leite materno fornece toda a energia e nutrientes de que o bebê necessita nos primeiros meses de vida e continua a fornecer até metade ou mais das necessidades nutricionais de uma criança durante a segunda metade do primeiro ano e até um terço durante o segundo ano de vida.

Hoje, vivemos em meio à uma pandemia mundial e muitas dúvidas surgiram quanto ao contato da mãe com o recém-nascido, principalmente relacionadas ao aleitamento materno.

As considerações que estamos colocando aqui são baseadas na evidência limitada disponível até o momento sobre a transmissão da síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2), o vírus que causa COVID-19 e o conhecimento de outros vírus que causam doenças respiratórias graves, incluindo gripe e grave síndrome respiratória aguda coronavírus (SARS-CoV).

Existe algum risco na amamentação, caso a mãe esteja com COVID-19?

Atualmente, os dados não são suficientes para concluir a transmissão vertical de COVID-19 através da amamentação. Em bebês, o risco de infecção por COVID-19 é baixo, a infecção geralmente é leve ou assintomática, enquanto as conseqüências da não amamentação e da separação entre mãe e filho podem ser significativas.
Neste ponto, parece que o COVID-19 em bebês e crianças representa uma ameaça muito menor à sobrevivência e à saúde do que outras infecções contra as quais a amamentação protege.

Uma mãe com teste positivo para COVID-19 ou com suspeita pode ficar com seu bebê no mesmo quarto?

A mãe e o bebê devem permanecer juntos durante o dia e a noite e praticar o contato pele a pele, especialmente imediatamente após o nascimento e durante a amamentação, independentemente dela ou seu bebê suspeitarem ou terem diagnóstico de COVID-19 confirmado.

A amamentação é recomendada durante o surto de Coronavírus?

A amamentação é particularmente eficaz contra doenças infecciosas porque fortalece o sistema imunológico, transferindo anticorpos diretamente da mãe. Tal como acontece com todos os casos confirmados ou suspeitos de COVID-19, as mães com quaisquer sintomas e que estão amamentando ou praticando contato pele a pele devem tomar precauções, como lavar bem as mãos, usar álcool em gel e o uso de máscara para reduzir a possibilidade de gotículas de COVID-19 caírem sobre o bebê.

O Dr. Joseph reforça e incentiva esse laço da mãe com a criança desde a sala de parto.

Sabemos que precisamos tomar os devidos cuidados para evitar o contágio do COVID-19, mas os benefícios do aleitamento materno superam os riscos de transmissão do vírus. As mães podem e devem ter o direito de amamentar os seus filhos, independente do momento que estamos passando.

2020 © Copyright - Joseph El-Mann. Todos Direitos Reservados.

Agende sua consulta
Agende sua consulta
Agende sua consulta