Open/Close Menu Joseph El-mann
ALERGIA ALIMENTAR

O leite de vaca é um dos oito alimentos responsáveis pela maioria das alergias alimentares em crianças, além de ser um ingrediente comum em muitos alimentos. Hoje, vamos entender os efeitos de uma alergia a proteína do leite, como tratar uma reação caso ela aconteça e como ajudar seu filho a controlar a alergia.

Uma alergia ao leite não é o mesmo que intolerância à lactose. A intolerância à lactose afeta apenas o trato digestivo e causa sintomas como inchaço, gases e diarreia. Uma alergia ao leite é uma reação do sistema imunológico do seu filho à proteína do leite. Nosso sistema imunológico normalmente responde a bactérias ou vírus que atacam o corpo, mas, às vezes, o sistema imunológico do corpo acredita erroneamente que uma substância inofensiva, como as proteínas encontradas no leite, é prejudicial.

Para proteger o corpo, o sistema imunológico libera anticorpos. Toda vez que você ingere esse alimento, grande quantidade de histamina é liberada, causando os sintomas.

A caseína é a principal proteína encontrada no leite. É encontrada na parte sólida do leite chamada coalhada, quando o leite azeda. O soro de leite, que é o líquido que permanece depois que a coalhada é removida, contém o restante das proteínas. Seu filho pode ser alérgico às proteínas da coalhada, do soro de leite ou de ambos.

Em crianças muito pequenas, o leite de vaca é a principal causa de reações alérgicas. O leite é um dos oito alimentos responsáveis pelas alergias alimentares em crianças. Os outros alimentos incluem ovos, soja, amendoim, nozes, trigo, peixe e marisco. A boa notícia é que a maioria das crianças supera a alergia ao leite aos dois ou três anos de idade.

Se você acha que seu filho é alérgico a leite, laticínios ou qualquer outro alimento, é importante obter o diagnóstico do pediatra ou de um alergista. Normalmente, a história da reação é tudo de que os médicos precisam para determinar a alergia. Mas existem exames de sangue para confirmar alguns desses alimentos.

As alergias ao leite são normalmente descobertas muito cedo em bebês alimentados com fórmula ou em aleitamento materno. Se a mãe ingere leite de vaca, a proteína do leite também está presente em seu leite materno. Os sintomas observados na alergia ao leite dependem se a criança tem ou não uma reação lenta ou rápida ao leite.

A reação mais lenta é mais comum e os sintomas se desenvolvem com o tempo. Os sintomas que ocorrem lentamente, ao longo de várias horas e até mesmo dias, incluem diarreia, geralmente com sangue, respiração ofegante ou erupções cutâneas (eczema). Os sintomas que ocorrem rapidamente, em questão de segundos a horas, podem incluir respiração intensa, vômitos e urticária.

Se a mãe está amamentando, o pediatra provavelmente recomendará evitar produtos lácteos e tomar suplementos de cálcio e vitamina D em seu lugar. Se o seu bebê é alimentado com fórmula, normalmente a recomendação é usar uma fórmula à base de soja. Essas fórmulas contêm proteínas de soja, vitaminas e minerais.

Para os bebês que ainda apresentam reações às proteínas do leite, a recomendação é para o uso de fórmulas hipoalergênicas.

As fórmulas hidrolisadas contêm proteínas que foram quebradas, de forma que são facilmente digeridas e têm menor probabilidade de causar uma reação. As fórmulas elementares têm proteínas em sua forma mais simples e são usadas quando as fórmulas hidrolisadas continuam a causar sintomas.

O único tratamento para uma criança com alergia ao leite é evitar completamente o leite e alimentos que contenham leite. Muitos alimentos processados e alimentos para restaurantes contêm leite ou produtos lácteos processados. Os pais precisarão mudar a maneira como fazem as compras e preparam os alimentos.

Lendo rótulos

O primeiro passo é aprender a ler rótulos e familiarizar-se com ingredientes que contenham leite ou laticínios. Sempre pergunte sobre os ingredientes se não tiver certeza. Alimentos e ingredientes que contêm leite incluem leite de outros animais, como cabra, bem como iogurte, queijo, queijo cottage, creme, qualquer coisa com caseína ou soro de leite, manteiga e, infelizmente, chocolate.

Ler os rótulos para evitar alérgenos se tornou muito mais fácil. Alimentos que contêm alérgenos comuns devem ser listados em linguagem simples na lista de ingredientes. Ainda há algumas coisas a serem observadas ao ler os rótulos dos alimentos. Cuidado com as palavras “pode conter”. O leite pode não ser um ingrediente, mas o alimento pode ser feito em uma fábrica que também produz alimentos feitos com leite.

Se você vir as palavras “pode conter”, pode haver contaminação com o alérgeno o suficiente para desencadear uma reação.

Contaminação cruzada

Evite alimentos batidos ou fritos fora de casa. O óleo é frequentemente usado para muitos itens diferentes, alguns dos quais podem conter leite. Separe os utensílios de cozinha, tábuas de cortar e pratos usados para preparar laticínios daqueles usados para preparar comida para seu filho.

Existem várias marcas de leites de soja e arroz que são enriquecidos com cálcio. Se o leite fizer parte da receita apenas para fornecer líquido, você pode substituí-lo pela água. Óleos vegetais, como azeite, óleo de coco, girassol, por exemplo, podem substituir a manteiga.

Na escola

Converse com os professores sobre as necessidades do seu filho. Peça aos professores que fiquem atentos e expliquem a situação para outras crianças, se necessário. Peça ao professor que ligue para você se houver um evento especial ou festa planejada para que você possa preparar algo que o seu filho goste e possa compartilhar com outras crianças. Faça um cartão com os alimentos e ingredientes que devem ser evitados e entregue-o à escola.

É possível viver com alergias alimentares. Informe outras pessoas sobre a alergia alimentar de seu filho, assim você o manterá seguro. Se seu filho tiver idade suficiente, mesmo com três ou quatro anos, certifique-se de que ele esteja ciente de sua alergia alimentar. Isso os capacitará a cuidar de sua própria saúde. No mais, essa é uma oportunidade para pais e filhos descobrirem juntos novos alimentos e formas para lidarem com os desafios diários.

2020 © Copyright - Joseph El-Mann. Todos Direitos Reservados.

Agende sua consulta
Agende sua consulta
Agende sua consulta